Resumo dos Tempos Simples (simple tenses)

simple tenses inglês

 

Para começar a falar inglês sem medo, você precisa conhecer todos os tempos verbais do inglês, dos mais simples aos mais complexos. É conhecendo os tempos verbais mais usados e os menos usados que você conseguirá expressar melhor as suas ideias em outra língua.

Nesse artigo você vai encontrar um resumo de tempos verbais simples com exemplos e exercícios.

Uma dica: os tempos verbais do inglês são muito diferentes dos tempos verbais do português, por isso não tente encontrar equivalências entre eles. Esse é o primeiro passo para começar a pensar em inglês.

 

Os tempos simples do inglês (simple tenses)

 

No inglês você encontrará futuro, presente e passado simples (simple future, simple present e simple past). Estes são os primeiros tempos que você precisará dominar para começar a aprender a língua.

 

 

★ Simple Present

 

O simple present é o primeiro tense que costumamos aprender quando entramos no universo do inglês. Ele expressa ideias no tempo do agora. Você já deve ter visto ou lido algo sobre o VERBO TO BE, que é como nomeamos um dos verbos mais importantes do presente simples: o verbo ser/estar.

 

I am a professor (Eu sou professor)

You are a student (Você é um estudante)

We are togheter (Nós estamos juntos)

They are friends (Eles são amigos)

She is smart (Ela é esperta)

He is handsome (Ele é bonito)

It is useful (Isso é útil)).

 

Uma sentença usando o verb to be é composta de:

SUJEITO (I/YOU/HE/SHE/IT/ WE/THEY) + VERB TO BE (IS ou ARE) + COMPLEMENTO

 

Leia mais sobre o verbo to be neste artigo e faça alguns exercícios de fixação.

 

Mas não apenas o verbo to be pode ser usado no presente. Todos os demais verbos também podem, como gostar (to like), ouvir (to listen), olhar (to look), sentir (to feel) e muitos outros.

Para usá-los, ao invés do verbo to be, você conjuga esses verbos de acordo com o sujeito da ação. Assim:

 

I like. You like. They like. We like.

She likes. He likes. It likes.

 

 

Variação do simple present: o caso do DO/DOES

No simple present também podemos usar o DO/DOES como verbo auxiliar. Ele é mais comum em perguntas, como nos exemplos:

 

Do you like sports?

What do you do?

Do you think it is a good idea?

Does she eat meat?

 

O DO/DOES são apenas verbos usados para auxiliar, ou seja, ajudar, a formular perguntas ou dar ênfase em suas respostas: Yes, I do like sports (sim, eu gosto de esportes).

A estrutura correta para usar o DO/DOES em perguntas é:

 

DO + SUJEITO (I/YOU/WE/THEY) + VERB (like, think, eat)?

DOES + SUJEITO (HE/SHE/IT) +VERB?

 

? Dica: o do/does, quando atuam como verbos auxiliares, não podem ser traduzidos para o português. Eles têm apenas uma função gramatical de indicar uma pergunta ou dar uma ênfase na resposta. Quando do/does não são verbos auxiliares, mas verbos principais, eles significam “fazer”.

Exemplo: What do you do? (O que você faz da vida?) – primeiro DO = verbo auxiliar, sem tradução/ segundo DO = fazer.

 

Conheça mais a respeito do do/does e pratique com alguns exercícios.

 

 

★ Simple past

 

O simple past é o tempo verbal que usamos para falar sobre algo que aconteceu no passado: acontecimentos de um momento específico do passado (uma data, um ano) ou uma informação sobre um passado remoto (primórdios, infância).

Para dominar o simple past é preciso conhecer a fundo os verbos, porque eles poderão variar se forem regulares ou irregulares. No caso de verbos regulares, apenas adicionamos ao final deles o ED. Veja:

 

Study (present) / Studied (past)

Work (presente)/ Worked (past)

 

No caso dos verbos irregulares, a variação é muito grande. Cada um terá uma forma diferente e, por isso, você precisará conhecê-los bem para incorporar esses verbos em seu vocabulário pouco a pouco. Alguns exemplos são:

See (present)/ Saw (past)

Begin / Began

 

O verbo irregular mais importante para se conhecer é o verbo “SER/ESTAR”, o que no simple present nós chamamos de verb to be (I AM, YOU ARE). De forma simplificada:

I AM (presente) / I WAS (past)

YOU/WE/THEY ARE (presente) / YOU/WE/THEY WERE (past)

HE/SHE/IT IS (presente)/ HE/SHE/IT WAS (past)

 

A estrutura do simple past é então:

SUJEITO (I/YOU/HE/SHE/IT/WE/THEY) + VERBO REGULAR OU IRREGULAR + COMPLEMENTO

 

Leia mais sobre verbos regulares e irregulares. Faça também exercícios para fixar esse novo vocabulário.

 

 

Variações do simple past: o DID

Assim como o DO/DOES no presente simples, o DID é um verbo auxiliar que indica perguntas ou dá ênfase em respostas a respeito do passado.

 

Did you go? (Você foi?)

Did they see? (Eles viram?)

 

A estrutura é, portanto: DID + SUJEITO + VERBO NO PRESENTE

 

? Dica: Essa é uma das grandes confusões que se faz ao usar o DID: o DID é o verbo que auxilia gramaticalmente a formulação de perguntas. O verbo principal (que vem depois do sujeito) é o que dará o sentido da frase, não o DID. O verbo principal deve ser mantido sempre no presente (Did you go? Você foi?).

 

Faça exercícios de DID e WAS/WERE neste link.

 

 

★ Simple future

 

O futuro simples é um dos tempos mais fáceis de se usar no inglês. O will seria o que em português nós chamamos de “vou”, um verbo auxiliar que indica o tempo futuro. Adicionando o WILL às frases, você tem uma sentença no futuro simples. Veja:

I will see it (eu vou ver isso)

Will you go? (você irá?)

She will send you a message (ela vai te mandar uma mensagem)

 

O WILL, como o DO e o DID, é um verbo auxiliar. Como ele já indica o tempo futuro, o verbo principal deverá ser mantido no presente (I will see it), assim como no caso do DID.

 

? Dica: will e going to são ambos usados para dar aquela ideia de “vou”/futuro. A diferença é que o WILL fala mais a respeito de incertezas ou planos de longo prazo, enquanto o GOING TO indica uma certeza ou uma decisão já tomada.

 

I will travel to Canadá (Eu vou viajar para o Canadá) – um dia, porque é um desejo

I am going to travel to Canada (Eu vou viajar para o Canadá) – na próxima semana, mês que vem, já tenho as passagens, já organizei a viagem.

 

Para fixar as diferenças entre o WILL e o GOING TO: alguns exercícios.

 

Conclusão

Esse foi um resumo das variações simples dos tempos verbais no inglês. Esperamos que tenha sido útil para o seu aprendizado!

Fique atento aos nossos próximos resumos de tempos contínuos e tempos perfeitos. Até lá, exercite este conteúdo com alguns exercícios de simple tenses. Are you ready?

 

 

próximo

Agora, Exercícios de fixação da matéria