if whether

Em inglês, na maioria das vezes, usamos “IF” sempre que queremos falar “SE”, entretanto, a gramática inglesa nos fornece duas opções, e é de suma importância que o falante saiba aplicar as duas formas.

 

Quando utilizar uma e outra?

 

 

IF

 

Assume o contexto condicional; quando uma ação condiciona à outra:

“If you don’t call me, I will not go to the party.” (Se você não me ligar, eu não irei à festa).
“If Emerson goes to work by car, I’ll have to go by bus.” (Se o Emerson for trabalhar de carro, eu terei que ir de ônibus).

Ou seja, existe uma condição bem clara entre as ações. É importante ficar atento a essas frases condicionais, pois quando elas estão no presente, a condição sempre estará no futuro (WILL), como nos exemplos acima.

Caso esteja no passado, a condição estará no futuro do pretérito (WOULD).

“If I ate all the cake, I wouldn’t have dinner.” (Se eu comesse todo o bolo, eu não jantaria).
“If you were my friend, you would pay me a snack.” (Se você fosse meu amigo, você me pagaria um lanche).
Sendo assim, é bem mais fácil aplicar IF quando existe uma condição a ser falada.

 

 

WHETHER

 

Assume o contexto opcional; quando existe mais de uma opção na frase:

 

• Não confunda WHETHER com WEATHER (clima), apesar de serem homófonos (terem o mesmo som).

“I don’t know whether I stay home or go out tonight.” (Eu não sei se eu fico em casa ou saio hoje à noite).
“It doesn’t matter whether you are rich or poor.” (Não importa se você é rico ou pobre).
“I’m not sure whether I have Japanese or Mexican food.” (Não tenho certeza se como comida japonesa ou mexicana).

É só relativizar o uso de whether com or (ou), e as coisas ficam mais claras.

Para que você comece a aplicar o uso de whether no seu dia a dia, sempre use com as frases “I don’t know whether…”, “I am not sure whether…” e “It doesn’t matter whether…”, pois essa linha de pensamento sempre fornecerá duas ou mais opções de escolha.

A partir do momento que você passar a usar as frases dessa maneira, você nunca mais voltará a usar IF o tempo todo.

 

 

Eu não posso usar o IF sempre?

 

Sim. A única diferença é que sabendo as duas formas, você demonstrará mais domínio sobre a língua e que, dependendo do ambiente em que você estiver “IF” pode soar bastante informal.

“Os dois podem ser intercambiáveis?”

Isso também pode ocorrer. No entanto, para que não haja dúvidas sobre essa aplicação, sempre opte pelo IF, já que ele é mais automático, e deixe para usar WHETHER nas situações mostradas mais acima. Segue abaixo alguns exemplos da aplicação dos dois em uma mesma frase:

“I don’t remember IF/WHETHER Juliana talked to mom”. (Não lembro se a Juliana falou com a mãe”.
“Kevins wants to go IF/WHETHER it doesn’t rain”. (Kevin quer ir se não chover)

 

Novamente: use WHETHER sempre com as frases que contenham opções (exemplos mais acima) e deixe para usar IF em qualquer outro caso. Essa é uma dica infalível para você não travar na hora de falar.
Se você tiver interesse em ouvir músicas que citam esse tema, por favor, checar as músicas abaixo:

IF -> Aplicação em uma música: Pink Floyd – If
“And if I go insane, will you still let me join in with the game?”

WHETHER -> Aplicação em uma música: Johnny Cash – I was there when it happened
“There are some people who say we cannot tell whether we are saved or whether all is well”